‘Parece que a eficácia da vacina em SP está lá embaixo’, zomba Bolsonaro.

Na quarta-feira, 24, o governo de São Paulo e o Instituto Butantan anunciaram que a Coronavac, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, superou o índice mínimo de eficácia exigido pelas agências regulatórias (50%)

O presidente Jair Bolsonaro expressou dúvidas sobre a eficácia da vacina patrocinada pelo governador de São Paulo Doria (PSDB).

No dia 24 (quarta-feira), o governo de São Paulo e o Instituto Butantan anunciaram que o Coronavac, desenvolvido em cooperação com a farmacêutica chinesa Sinovac, ultrapassou o nível mínimo de eficácia (50%) exigido pela agência reguladora.

No entanto, esses órgãos não mostraram a porcentagem exata da eficácia do agente de imunização, nem mostraram outros dados do estudo final.

O motivo do novo atraso na divulgação de informações é que a Sinovac solicitou à base de dados uma análise mais aprofundada.

Esta é a quarta apresentação de resultados adiada. “A eficácia dessa vacina em São Paulo parece estar aí, certo?” Bolsonaro, de 24 anos, disse ao vivo nas redes sociais.

“Não vou revelar o percentual aqui porque se errar 0,001% , Serei derrotado pela mídia. Mas considerando outros fatores, esse percentual não parece ser alto. ”

O Presidente da República reforçou mais uma vez que o governo federal vai adquirir vacinas registadas no Serviço Nacional de Inspecção Sanitária.

Por outro lado, Bolsonaro defendeu o pedido facultativo na população e disse que se houver efeitos colaterais, é preciso “Ir pra Cima,” um governador que queira fazer cumprir o pedido, tendo como referência Doria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá ! Bem-Vindo(a) ao nosso SITE!
Posso te Ajudar?