Telemedicina sobre Covid-19 atende 200 pessoas por mês.

Serviço gratuito orienta população pelo telefone 2111-6999.

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Claro está fazendo um pedido para que a população passe a desfrutar com maior intensidade os serviços médicos gratuitos do Tele Corona, telemedicina que tira dúvidas e acompanha o quadro clínico de pacientes em relação à Covid-19.

“De segunda a sexta-feira, quatro médicos ficam à disposição das pessoas para este atendimento por telefone, que é muito esclarecedor e evita o deslocamento até uma unidade de saúde”, explica o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro.

“Acreditamos que mais pessoas poderiam estar aproveitando este serviço que é gratuito”, afirma Maurício.

Pelo Tele Corona, a população tem acesso à orientação médica para sintomas de Covid-19 sem que precise sair de casa para a consulta.

Basta ligar no 2111-6999. Por telefone, a pessoa relata sintomas e recebe ajuda sobre como prosseguir em relação ao atendimento ou tratamento.

O serviço, realizado em parceria da prefeitura com a faculdade de Medicina do Centro Universitário Claretiano, atende de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas.

“É um serviço de telemedicina que vem se mostrando muito eficaz no auxílio aos pacientes, além de evitar que as pessoas procurem a unidade de saúde e se exponham a riscos de contaminação desnecessariamente”, observa o prefeito.

Com o aumento do número de casos na pandemia, a demanda pela telemedicina também cresceu, mas o número de interessados é considerado baixo pelo setor de saúde. A média mensal tem sido de cerca de 200 atendimentos por mês.

Os números incluem os atendimentos de demanda espontânea e também ligações feitas pelos médicos para acompanhar o quadro clínico dos pacientes.

“A orientação médica é a chave para o atendimento aos casos de coronavírus e, além de ajudar quem está com sintomas, o Tele Corona faz o acompanhamento dos pacientes para saber como cada caso está evoluindo”, destaca Maurício Monteiro.

A maior parte das pessoas que ligam para o serviço é para tirar dúvidas sobre como pessoas sintomáticas devem proceder.

A partir do que é relatado por quem faz a ligação, o médico orienta sobre o que o paciente deve fazer e se é essencial procurar uma unidade de saúde ou mesmo uma unidade de pronto atendimento

. “Muitas vezes será necessário apenas o isolamento”, informa o médico pneumologista Jair Verginio Junior, diretor médico de atenção à saúde. Isso não quer dizer que o paciente deixará de ser acompanhado, já que o próprio sistema do Tele Corona apontará a necessidade de fazer contato com o paciente após certo período, dando continuidade ao atendimento médico.

“É uma ferramenta importante que o serviço de saúde mantém à disposição da comunidade para os atendimentos dos casos de coronavírus e que deve ser acionado sempre que houver dúvidas em relação à doença”, acrescenta o secretário Maurício.

Outra busca frequente atendida pelo Tele Corona parte de quem está com cadastro desatualizado nas unidades de saúde

. São pessoas que aguardam o resultado de exames, porém que não são localizadas por meio do telefone de contato.

Nestes casos a indicação é de que mantenham os cadastros nas unidades de saúde atualizados, principalmente os telefones para contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá ! Bem-Vindo(a) ao nosso SITE!
Posso te Ajudar?